Arquivo da categoria: Dicas

Lash Amplifier Sephora

Padrão

Quem nunca borrou as pálpebras com rímel, naquela vontade de curvar ao máximo os cílios com o aplicador? E quando os olhos estão maquiados, pior ainda, né? Pois foi pensando nisso que a Sephora lançou um protetor de pálpebras chamado Lash Amplifier, ou amplificador de cílios. De um lado, um protetor, onde você pode proteger as pálpebras e curvar os cílios sem se preocupar! Do outro, um pente com dentes finíssimos, para separar os cílios e tirar aquele aspecto grudadinho que algumas máscaras deixam.

Eu gostei muito do acessório, porque como eu gosto de passar bastante máscara, sempre acabo sujando as pálpebras. Além disso, percebi que com ele os cílios ficam mais curvados do que usando a máscara ao natural. O pentinho também é super útil, já que eu detesto cílios com aparência de “tufos”. É só dar uma passadinha assim que passar a máscara e pronto, cílios soltinhos! Além disso, dá pra usar nos cílios inferiores também!

Na foto, olho direito (esquerda da foto) usando o Lash Amplifier + o pentinho. No olho esquerdo (direita da foto), aplicando a máscara ao natural. Máscara utilizada: The Colossal, Maybelline, uma camada.

O meu eu comprei na Sephora Itália e paguei 4 euros. Na Sephora Brasil ele não está à venda (ah, vá!!!), e eu não encontrei pra vender pela internet – deve ser muito barato pra vender online.. Mas não se desesperem, aqui vai uma boa dica pra substituir o mimo: uma colher! É isso mesmo, você protege a pálpebra com a parte côncava da colher e pronto, conseguiu seu próprio Lash Amplifier sem gastar nada! Pra pentear, um pentinho de sobrancelhas e fim!

É isso, meninas! Gostaram da dica? Vocês têm mais algum truque pra compartilhar?

Beijos,

Carol

 

Esmalte da Semana

Padrão

Hello, meninas!

Essa semana minhas unhas são um exemplo de preguiça praticidade: francesinha transversal (inglesinha espanhola) por cima de base!! Me inspirei nas européias, que costumam fazer muita nail art em cima das unhas sem cor! Não é um primor de unha, mas também não é das piores! De qualquer forma, é super rápida e divertida praqueles dias em que a gente tá correndo: uma camada de base, uma corzinha na diagonal e uma camada de top coat pra dar o brilho final! Pronto!

E o mural dessa semana trouxe unhas lindas! Dois comentários: o esmalte da Angela, apesar de parecer roxo na foto, é marrom!! E a Graziela disse que o azul, apesar de ser lindo de morreeeeer, tem a cobertura muito ruim – 3 camadas e mesmo assim fica transparente no sol!

Adorei, meninas! Continuem mandando as fotos semanalmente!!

Beijos e boa semana a todas!

Carol

BB Cream – O que é?

Padrão

Oi meninas! Fiz esse post pra começar a explicar pra vocês o que é o falado BB Cream. Outros posts virão com amostras e resultados, mas nesse aqui vocês já vão se familiarizar com o tema!

O BB é a abreviação para Blemish Balm – “Bálsamo de defeitos”, literalmente. Originalmente criado na Alemanha com o intuito de ajudar na regeneração de peles tratadas com laser, tratando, hidratando e cobrindo levemente as imperfeições, logo virou febre na Ásia, onde foi mundialmente difundido pelas atrizes que atribuíram a ele o segredo para uma pele bonita.

O BB cream é um produto multiuso: hidratação, proteção solar, base leve para corrigir pequenas imperfeições, anti-idade, antirrugas, clareador de manchas e por aí vai. Em resumo, ele é um primer/base com cobertura leve que hidrata a pele, protege contra o sol e trata as imperfeições da face, além de resultados a longo prazo.

Entenderam nada, né?? Olhem só esse vídeo coreano, ele demonstra bem o que eu to querendo dizer!

Agora entenderam?

O BB Cream é o produto perfeito pra quem não tem aquele tempo todo dia pra passar hidratante, protetor, corretivo, base e pó. Lógico, já falei antes, a cobertura dele é LEVE! Não esperem usar um simples BB Cream e desaparecer com aquela cicatriz enorme que você tem há anos. Nesses casos, é melhor a boa e velha base mesmo! Mas de resto, super recomendo!!! Além de dar uma uniformizada na pele, diminuindo a aparência dos poros, o efeito primer segura melhor o blush e evita que ele saia facilmente.

As marcas mais tradicionais são as orientais, com todo o pacote de benefícios para a pele. A marcas ocidentais (e mais conhecidas por nós) já trataram de lançar seus próprios BB Creams, MAS a maioria não tem as propriedades benéficas originais, sendo apenas uma base leve com hidratação e proteção solar. Só que aí isso já é assunto pra um ooooutro post! Vou mostrar pra vocês o BB da MAC e da KIKO (marca Italiana) e vocês vão poder entender melhor. Por enquanto não tenho um coreano ainda, mas pretendo providenciar! Diversos sites vendem os coreanos, como esse aqui, mas ainda não posso ajuda-las a escolher o melhor pra comprar!

E vocês, já conheciam o BB Cream? Usam no dia a dia? Gostam do resultado??

Beijos,

Carol

Esmalte da Semana

Padrão

Olá, meninas! Desculpem o sumiço, mas o final de ano está realmente muito corrido! Vou tentar manter a frequência dos posts mais ativa, ok? Mas caso eu suma de novo, não se assustem! Estou por aqui ainda!

Essa semana fiz uma nail art bem discreta, um desenho Konad tom sobre tom. De base, usei duas camadas do Desfecho, da Colorama, um roxinho acinzentado bem simpático. Esse esmalte é, inclusive, o esmalte da personagem Cláudia da novela Aquele Beijo! Depois, usei a plaquinha M63 da Konad com o também roxinho Azzule, da Ludurana.

O resultado:

Achei lindo, vocês gostaram? Vou tentar achar mais cores assim bem parecidas pra fazer desenhos mais delicados!

E o mural de hoje só tem duas mãozinhas, mas mãozinhas lindas! =)

Beijos a todas e ótima semana!

Carol

Loungerie Intimates

Padrão

Recentemente abriu no Parkshopping aqui de Brasília a Loungerie, loja especializada em lingeries. Lá eles trabalham com aquelas várias medidas do sutiã: bojo, alça, costas.. e não só 38, 40, 42… Eu ainda não conheço a loja, mas dizem que os produtos são lindos e vestem incrivelmente bem!

Bom, a Loungerie está com uma campanha, por tempo limitado, onde você troca seu sutiã velho por um novinho da marca! Sério, sem pegadinhas! Os sutiãs usados ajudarão, de alguma forma que não sei bem, mulheres que estão em recuperação do câncer de mama!

Para participar você deve se cadastrar na fanpage da marca e preencher um cadastro até 27/11. Após o cadastro, você receberá um cupom com seu código de troca. Depois, é só levar o cupom, junto com um documento e seu sutiã velho na loja do Parkshopping entre 28/11 e 04/12, e sair de sutiã novo! Que tal? O link pro cadastro é esse aqui!

Eu já fiz meu cadastro e estou louquinha pra conhecer a loja! Ah, meninas, só vale uma troca por CPF, e no dia da troca você é quem deve ir pessoalmente à loja!

Gostaram? #ficadica

Beijos,

Carol

The Body Needs – O que NÃO comprar

Padrão

Já falei da The Body Needs aqui várias vezes – um site americano, que entrega no Brasil, ótimo para comprar pequenas amostras de pigmentos originais da MAC por um pequeno valor.

Na minha última compra, além de pigmentos da MAC, comprei também alguns outros itens, e é sobre isso que vim falar. Na verdade, alertá-las.

Nunca tive problema algum com os pigmentos. Todos sempre vieram em quantidade padrão, bem embalados e soltinhos. Já com o fluidline, chromaline e paint pot não foi bem assim.

O Fluidline todo mundo já conhece – delineador em gel da MAC, disponível em diversas cores. O Chromaline é um irmão gêmeo do Fluid, mas só é vendido nas lojas PRO da MAC, e possui cores mais vibrantes. E o Pain Pot é uma sombra em creme, que pode ser usada tanto como sombra quanto como base para a sombra. Em comum, os três são pastosos, e aí é que entra o problema.

Na embalagem original, a Addy já mostrou aqui que o Fluid ressecou. Na TBN, a gente compra uma amostrinha do produto, então uma pequena quantidade é retirada da embalagem original e colocada na embalagem padrão da TBN. Seria uma boa idéia, já que ter uma amostra de cor nova é sempre bom pra testar e o produto dura uma eternidade e bla bla bla. Mas, esse tira e põe em potinhos e a looooonga viagem fazem os produtos ressecarem! E foi assim com os dois fluids, o chroma e o paint pot que comprei da última vez! Já chegaram aqui secos, sem a menor condição de uso…

Pode ser que usando a dica da Addy de adicionar algumas gotas de soro fisiológico o problema seja resolvido, mas eu não tenho soro aqui pra testar! Sorry!!

Mas, de qualquer forma, fica a dica: se quiserem compras certas e seguras, sem desperdício de dinheiro ou chances de aborrecimentos, mantenham-se nos pigmentos e deixem os outros produtos pra comprar em outro lugar…. Vale mais a pena!

Beijos,

Carol

Misturando o Myth

Padrão

Desde que mostrei pra vocês aqui aquele batom roxo frustrante que estou pra fazer esse post e só enrolo… Enfim, o post!

Lembram do meu querido batom Myth, o beginho cor de boca apagada? Pois então, descobri que ele, além de ser lindo sozinho, é perfeito pra misturar com batons coloridos e dar a eles um novo tom, inclusive com o meu roxo que virou um lilás adorável! Vamos ver? A foto de cima é a cor original. A de baixo, misturada com Myth.

Misturando o Myth com….

Olha que coralzinho lindo virou o intenso Vegas Volt! E o lilás? Bem melhor que o roxo bruxinha, não?

Com certeza dá pra conseguir esse mesmo efeito usando outro batom claro que não seja o Myth. Se você misturar um rosa choque com um rosa bebê, vai ter um rosa médio super bacana. Mas, o bom do Myth é que ele não interfere na cor de nenhum batom, ele só dá uma suavizada no tom! Perfect!

Então, se vocês tinham dúvida se o Myth era um bom batom ou não pra se comprar, se tinham receio de comprar e não usar muito, não pensem mais e corram pra loja!

Beijos,

Carol

Esmalte da Semana

Padrão

Já faz tempo que procuro um Duochrome pra chamar de meu. Os disponíveis no mercado eu não posso usar (Big Universo, Risqué, etc..) e a coleção Aurora Boreal da Ludurana é impossível de encontrar.

Então, se Maomé não vai à montanha, a montanha vem à Maomé. Querem um Duochrome fácil e rápido, meninas? É só misturar um esmalte preto com a cobertura transformadora da cor Reflexos Furta Cor da Colorama. O resultado é o mesmo que usar um Duochrome pronto!

O preto que usei foi o Black, da Colorama. Duas camadas do preto e uma dos reflexos.

Eu não consegui captar nas fotos o efeito duo dele. Nessa foto da esquerda em baixo foi a que deu pra ver melhor a diferença das cores – elas se alternam entre um roxo escuro e um verde bem brilhante. É lindo, gente!

Agora to olhando as fotos com calma e to bem frustrada, pois nelas não dá pra ver nem um pouco o efeito duo… gente, acreditem, testem aí que vai dar certo… #fail.

Eu adorei a descoberta, pois desde que os duochromes foram lançados eu estava chateada por não poder usá-los! Agora eu posso!

E no mural de hoje, só 4 participações! Não desanimem, meninas! Por que não estão enviando fotos?

Quanto às que mandaram, muito obrigada! Ah, gente, essa foto dupla aí é de mãe e filha! Não é o máximo?

Beijos,

Carol

Como fazer seu batom durar mais tempo na boca?

Padrão

Da Allure Magazine, 6 dicas simples para aumentar a durabilidade do seu batom nos lábios, dadas pelo maquiador criativo da Chanel, Peter Phillips.

1. Batom de Acabamento Acetinado

A maioria dos batons de longa duração tem acabamento matte, o que pode deixar os lábios ressecados. O ideal é usar os com acabamentos acetinados, porque nesses casos o brilho é originado pelos pigmentos perolados e não pela textura. Os batons de acabamento acetinado não são tão úmidos quanto os cremosos e, por isso, duram mais tempo nos lábios.

2. Cores Extremas

Optar por um batom muito claro ou muito escuro é melhor do que ficar no meio termo. Batons “extremos” tendem a durar mais que os de tons suaves porque têm mais pigmento.

3. Preparação dos Lábios

O batom fixa melhor em superfícies lisas, então lábios lisinhos mantém a cor por mais tempo. Esfoliações suaves periódicas, aplicação rotineira de hidratantes, filtro solar e lip balms ajudam no processo “lábios lisinhos”.

4. Contorno dos Lábios

Contornar os lábios com um lápis do mesmo tom do batom adiciona uma camada de pigmento e, por isso, ajuda o batom a durar mais.

5. Aplicação do Batom

A maneira como aplicamos o batom também faz diferença. Aplicar o batom direto da bala ao invés de usar um pincel pigmenta muito mais os lábios. Retirar o excesso com um lenço após a primeira camada e logo em seguida aplicar outra também ajuda.

6. Finalização com Pó

Muitas mulheres pensam que passar pó nos lábios pode ressecá-los, mas basta não passar muito produto para que isso não aconteça. Feche a boca, sorria e então aplique um pouquinho de pó facial nos lábios com um pincel fofinho. Não reaplique o batom, porque ele pode adquirir um aspecto craquelado.

Gostaram das dicas, meninas? Eu gostei, principalmente do lance de aplicar o batom direto da bala e também o de escolher cores extremas, nunca imaginei que um batom muito claro duraria mais que um clarinho…

Beijos,

Carol

Os malefícios do esmalte

Padrão

Transcrevendo a reportagem de ontem, 26/10, do Correio Braziliense, maior jornal de Brasilia. Um alerta pra gente tentar priorizar as marcas que não contém tóxicos, até que todas elas resolvam abolir de vez essas substâncias.. esmalte dá alergia sim, e em quem menos espera.. Experiência própria!

Beijos, meninas, e fiquem com a reportagem! Ah, não se esqueçam das fotos pro mural de segunda, hein?

Carol

Esmaltes podem provocar alergia e câncer.

Azul, alaranjado, rosa, verde. Também podem ser fluorecentes, foscos, com brilho, glitter e cintilante. As prateleiras de lojas de cosméticos têm cada vez mais opção de marca e cores de esmaltes, o que reflete na venda dos produtos no mercado do país. De acordo com dados de 2010 da Nielsen, o Brasil é o segundo maior consumidor de esmaltes no mundo. O varejo vendeu cerca de 600 milhões de vidrinhos e faturou R$ 800 milhões no ano passado. O que poucas pessoas sabem é que os esmaltes são uma causa frequente de dermatite alérgica.

Flávia Borges, 30 anos, demorou para descobrir que a irritação ao redor dos olhos era causada por uma alergia a esmaltes. “Pensei que fosse alguma reação da maquiagem ou do sabonete para o rosto e suspendi todos os produtos por um tempo, mas não melhorou”, conta a jornalista. Em seguida, ela procurou especialistas e, após vários testes, descobriu de onde vinha o componente químico responsável pela inchaço das pálpebras: do vidrinho de esmalte.

Segundo Adriana Isaac, médica dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira em Dermatologia (SBD), até mesmo uma pessoa que está habituada a usar esmaltes pode passar a ter uma alergia. “Não depende apenas de uma irritação no primeiro contato, e sim de uma sensibilização a determinadas substâncias que pode ocorrer ao longo da vida”, explica.

Em uma pesquisa realizada este ano, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (PROTESTE) analisou 12 tons de esmaltes na cor branca das três marcas mais vendidas no país: Colorama, Risqué e Impala. Em alguns dos produtos foram encontradas substâncias químicas que podem provocar não apenas alergias, mas também câncer.

Entre os componentes prejudiciais à saúde está o toluene, encontrado em grande quantidade na maioria dos produtos. Também foi analisado o foramdibutyl phtalate, que foi banido dos esmaltes em toda a Europa. Já o nitrotuluene, toluene e furfural são compostos comprovadamente cancerígenos.

A análise feita pela PROTESTE mostra que os produtos da Impala, inclusive os da linha hipoalergênica, contêm dibutylphatalate e toluene em concentrações muito altas, e os esmaltes da Risqué apresentam nitrotoluene e toluene em grandes quantidades. Ainda segundo a pesquisa, todos os produtos da Colorama são antialérgicos. Já os produtos da Impala, inclusive os hipoalergênicos, têm substâncias que causam alergia.

De acordo com a dermatologista Adriana Isaac, o potencial cancerígeno de uma substância depende da quantidade usada do produto e do tempo de exposição. “No caso dos esmaltes, a exposição é pequena, mas o risco não pode ser descartado”, diz.

A alergia a esmaltes manifesta-se por meio de vermelhidão, descamação e inchaço na região das pálpebras, podendo afetar também o pescoço, orelhas e outras áreas da face. Ainda segundo Adriana, nos casos mais graves, pode até formar bolhas. “Um sintoma que geralmente está presente é a coceira, que é bem significativa e incomoda bastante”, completa.

O diagnóstico de alergia a esmaltes é confirmado por um exame chamado Teste de Contato. O médico aplica adesivos, geralmente nas costas, contendo alguns dos componentes químicos presentes nos esmaltes. As reações vão se desenvolver na área exposta ao alérgeno. “São usadas concentrações mínimas dessas substâncias, suficientes apenas para provocar pequena irritação no local e confirmar a alergia”, diz a dermatologista.

Esmaltes seguem legislação brasileira

A Hypermarcas, fabricante de esmaltes Risqué, afirma que as substâncias usadas nos produtos são aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e cumprem determinações das legislações vigentes brasileiras. “Nossos esmaltes são submetidos a rigorosos testes que comprovam sua segurança e qualidade”, afirma. O Laboratório Avamiller de Cosméticos Ltda, responsável pela marca Impala, informa, em nota, que os seus produtos também atendem integralmente a legislação do país. “Todos os itens da linha hipoalergênica possuem testes clínicos de sensibilização cutânea e fotoalergia”, afirma. “Os produtos da marca Impala são seguros para o uso dos consumidores”, garante.